Arquivo da categoria: desenho

empurra a sombra

No cimo do monte, alquebrado, sentou-se para descansar.

Foi-se a sombra da árvore que o tinha acolhido e o sol caminhou para o pôr do sol e perdeu-se numa escuridão tão soturna como fresca.

Deu  por si a sonhar que com os pés empurrava a sua sombra pela encosta abaixo.

Ainda não se tinha despegado da sua sombra quando teve vontade de dois dedos de conversa e lamentou não ter quem o ouvisse falar da sua paz no encosto da sua terra, da sua montanha.