finalmente, o princípio

disseram-me que isso era o pior que eu podia fazer. e eu fiz isso.
disseram-me que nada podia ser pior do que o que eu estava a pensar. e eu disse-o em voz alta.
disseram-me que os amigos são para as ocasiões. e eu acabei com as ocasiões.
disseram-me que a manhã é para dormir. e eu acordo mal a noite chega à madrugada da noite.
disseram-me que eu valho pouco ou mesmo coisa nenhuma. e eu disse que sabia bem ser coisa nenhuma.

e quando tudo parecia estar a correr bem e de acordo com as previsões, disseram-me: estamos na hora da tua morte. vi a arma e não me ocorreram outras palavras para dizer ao meu carrasco: finalmente, o princípio.

© adealmeida

Deixar uma resposta