as novas velhas de Alex (2)

Este amigo de Alex recebeu de Alex recentemente, cópias electrónicas (a partir de um site do projecto Aveiro-Digital) de textos mais ou menos poéticos publicados então e resgatados pelo amigo de Alex.

Poderão ser visitados por aqui, em volta do que então se chamava
livro 2 – crónicas políticas
que incluia 9 pequenos textos. O terceiro deles  exibia-se e dava pelo nome
deixo mulher e dois filhos e parto .
Penso que a maior parte dos três leitores de então nunca tentou perceber o título. Estou convencido que o primeiro dos três leitores sempre soube, mas nunca falou disso a não ser consigo. Aqui fica:

Deixo mulher e dois filhos e parto. Sempre para o norte, parto ao princípio da tarde guiado pela estrela polar (que não se via). Há mesmo quem diga que a estrela polar em vez de me guiar, me atrai. E que não é a primeira vez que me perco e que os meus filhos são cruzamentos com a estrela polar. Também disseram que me cruzei com um cometa passageiro (amor de um dia) e que só isso explica a pequena cauda luminosa (de poeiras astrais) que os meus filhos ostentam quando se apresentam em toda a sua nudez. Pouca gente ou ninguém diz isso, pois apesar de estarem convencidos disso nunca viram as esvoaçantes e luminosas caudas dos meus filhos.

 

 

Deixar uma resposta